Em entrevista o presidente da ADIT Brasil, Felipe Cavalcante, fala sobre a importância da aplicação das Boas Práticas do urbanismo no desenvolvimento urbano e nos empreendimentos planejados. Ele também destaca os principais pontos da 7ª edição do Complan. Confira a seguir.

ADIT: A sociedade está sempre se renovando, de que modo os empreendimentos planejados estão buscando se adequar a estas mudanças?

Felipe Cavalcante: Os bairros e comunidades planejadas, são muito mais do que um loteamento ou prédio, são mini cidades ou até cidades onde existe diversidade, seja em relação à faixa-etária ou até mesmo questões sócio econômicas.

Então, o mais importante é que as comunidades estão suprindo a carência de planejamento urbano, segurança, mobilidade, paisagismo e infraestrutura, que o Poder Público, infelizmente, não consegue oferecer para a população. Surge daí este modelo de negócio que acaba gerando lugares muito agradáveis de viver.

O que buscamos fazer no Complan é apresentar as Melhores Práticas do urbanismo mundial, priorizando o espaço público e as pessoas.

ADIT: Este é um assunto já consolidado no exterior. Quais aspectos podem ser incorporados aos empreendimentos nacionais?

FC: Existem diversas comunidades, bairros e cidades planejadas no exterior. Esta é uma tendência que está chegando com força aqui no Brasil. A ADIT tem realizado Missões Técnicas para a Europa e EUA, em maio (2018) realizaremos outra. Com isso, esperamos trazer para os empresários um pouco da experiência, não só com os acertos, mas também com os erros.

É preciso entender que não é só “copiar e colar”, existem muitas adaptações, é o que chamamos de Tropicalizar. Por exemplo, dificilmente conseguiremos trazer a arquitetura de lá para o País, são culturas muito distintas. Porém, em termos de qualidade de urbanismo e modelo de negócio, realmente, temos muito que aprender. Incentivo as pessoas a participem deste tipo de evento porque muda totalmente a concepção do negócio.

ADIT: Quais empreendimentos brasileiros podem servir de exemplo?

FC: Em termos de urbanismo, modelo de negócio e experiência destaco os pioneiros e já consolidados, como a Riviera de São Lourenço (São Paulo) e Jurerê Internacional (Santa Catarina). Aos que pretendem entrar no negócio, não podem deixar de visitar estes locais para entender um pouco da história e experiência deles. Pedra Branca, em Palhoça – SC, é outro grande exemplo, estamos vendo a história do urbanismo sendo reescrita naquele empreendimento. Deve ser conhecido por todos!

Além destes, existe uma gama de empreendimentos novos que estão surgindo, como a própria Granja Marileusa, Reserva do Paiva (Pernambuco), entre outros em todo País que nos deixam orgulhosos.

ADIT: O que mudou na concepção dos empresários em relação ao Desenvolvimento Urbano?

FC: Os empresários brasileiros envolvidos com o Desenvolvimento Urbano geralmente são loteadores, que em algum momento da vida, sem maiores qualificações técnicas em urbanismo fizeram um empreendimento, abrindo ruas e colocando a infraestrutura, mas sem ter um conhecimento mais aprofundado no assunto. O Poder Público também é muito precário nisso.

Hoje, o que queremos é ensinar, orientar e difundir as Boas Práticas do urbanismo, da convivência e da gestão comunitária, isso tem feito uma grande diferença. Atualmente existem empresários que realmente nos orgulham de fazer o que fazem, transformam as cidades e a vida das pessoas, sem deixar a desejar em relação a outros empreendimentos mundo a fora.

ADIT: Por que a Granja Marileusa para a realização desta edição do Complan?

FC: Foi uma escolha bem óbvia levando em consideração o sucesso do empreendimento. A Granja Marileusa é recente e foi projetada por uma boa base de profissionais, tanto os arquitetos e empreendedores, quanto as empresas de pesquisa e viabilidade.

Por trás, um grupo muito forte e com um viés tecnológico acentuado, que é o Grupo Algar. Dentro do empreendimento eles aplicaram várias soluções tecnológicas de urbanismo, gestão de comunidade e eficiência energética.  Vários itens que despertam o interesse dos empresários, ou seja, vale a pena ver o que está acontecendo lá.

ADIT: O que podemos esperar do Complan, quais pontos você poderia destacar?

FC: O Complan une todos os players deste setor, então, durante dois dias, estarão todos reunidos e trocando informações e experiências, isso é de uma riqueza impar! Todo networking de negócio que ele gera é muito importante.

Muitas vezes as pessoas que fazem comunidades planejadas entendem que estão sozinhas, são poucos neste ramo, pelo contrário, são muitas!

Uma linha trabalhada no Complan é a difusão das principais técnicas do urbanismo, trazemos os principais urbanistas do País para nos orientar. Outro ponto discutido são as parcerias com o Poder Público, além de questões que possam nos afetar, como o Licenciamento Ambiental e o Gerenciamento de Associações de Moradores e Comunidades.

Neste ano, especificamente, estamos focados em tecnologia, que é algo inerente em nossas vidas. As apresentações do Grupo Algar abordarão um pouco disso, eles falarão sobre as soluções tecnológicas que foram implementadas nos empreendimentos. Contaremos também com a apresentação de cases de produtos já consolidados e startups com seus projetos inovadores.

Sobre

Presidente da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil – ADIT Brasil. Foi membro do Núcleo de Altos Temas – NAT do SECOVI/SP, presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas – ADEMI/AL, Vice-presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas e membro do Conselho de Proteção ao Meio-Ambiente de Maceió. Atua nos setores da construção civil e mercado imobiliário desde 1995, tendo desenvolvido e construído mais 80 empreendimentos e 1.700 unidades residenciais. Além de loteamentos e prédios de alto luxo, atuou também fortemente nas áreas de habitação econômica e infraestrutura urbana, como redes de esgotos, abastecimento de água, energia elétrica, pavimentação de ruas e rodovias, aterros sanitários, entre outros.

Mais Informações sobre o Complan

www.adit.com.br/complan/ | (82) 3327-3465

 

Por Jéssica Leite – Comunicação ADIT Brasil